Associados

  • Toda pessoa que tem interesse em conhecer, aderir ou contribuir com a Economia de Comunhão pode ser um Associado!


    Se desejar nos conhecer melhor, acesse o nosso estatutos:


    Capítulo II
    Dos Associados

    Art. 4º – A ASSOCIAÇÃO terá número ilimitado de sócios, os quais não responderão subsidiariamente pelas obrigações sociais.

    Art. 5º - A ASSOCIAÇÃO é composta por associados que são distribuídos nas seguintes categorias, a saber:
    I – Associado Efetivo – participante da fundação da ASSOCIAÇÃO seja pessoa física ou jurídica, esta segunda, através de seus representantes legais, que tenha assinado a ata de fundação;
    II – Associado Titular – pessoa física ou jurídica aprovada pela Diretoria Executiva mediante requerimento abonado por um sócio, seja Efetivo ou Titular, e dirigido ao Presidente da ASSOCIAÇÃO.
    Parágrafo Único – A qualidade de sócio efetivo ou titular é intransferível e inalienável.

    Art. 6º – São direitos e atribuições das associadas:
    I – votar e ser votado para a Diretoria, através de seus representantes;
    II – auxiliar a manutenção da ASSOCIAÇÃO e zelar pela fiel consecução de seus objetivos;
    III – Contribuir financeiramente para manutenção das atividades da ASSOCIAÇÃO, mediante pagamento de taxa associativa, sendo que para as pessoas físicas será esta anual e pessoas jurídicas trimestral.

    Art. 7º – Será julgado pela Assembléia o associado que:
    I - Praticar ato contrário ou lesivo aos interesses da ASSOCIAÇÃO prejudicando-a por e/ou de qualquer forma;
    II – comportar-se de maneira incompatível com a moral ou ética e/ou profissional.
    § 1º – A associada poderá sofrer pena de advertência, suspensão ou exclusão da ASSOCIAÇÃO mediante a apuração por comissão nomeada pela Diretoria Executiva, dos fatos que ensejaram a sindicância, nos termos dos incisos I e II deste artigo.
    § 2º – A perda da qualidade de associado será determinada pela Assembléia Geral, que decidirá mediante relatório apresentado pela Comissão de Sindicância nomeada pela Diretoria Executiva.

    Art. 8º - O associado poderá, a qualquer momento, pedir seu desligamento da ASSOCIAÇÃO, mediante requerimento dirigido ao Diretor Presidente.